domingo, 17 de setembro de 2017

Colar de Trovas : Tema Amor * Grupo Amor Pela Trova

🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹
🌹🌹COLAR DE TROVAS🌹🌹

01
Entre lençóis e embaraços,
no mais ardente calor,
eu bebo a noite em teus braços
*na boemia do amor!*
(EDUARDO A. O TOLEDO Pouso Alegre - MG)

02
Na boemia do amor,
recolho-me nos teus braços
e, neste grande fervor,
*reforçamos nossos laços.*
(Olga Ferreira RS)

03
Reforçamos nossos laços
nas labaredas do amor
e sem ter os embaraços
*enlaçamos com vigor.*
(M. Zilnete- Campos dos Goytacazes/RJ)

04
Enlaçamos com vigor
tudo o que a vida oferece
de bom, nada de amargor.
*Isto que a gente merece!*
(Danusa Almeida)

05
Isto que a gente merece
embaixo desse edredom,
não é o ar que me aquece, 
*apague a luz, ligue o som.*
(Luiz Poeta)

06
Apague a luz, ligue o som,
vamos curtir um pouquinho,
de tudo isso que é bom
*dentro aqui de nosso ninho.*
(Raymundo Salles)

07
Dentro, aqui, do nosso ninho
no aconchego dos abraços,
eu sou rei do teu carinho
*no castelo dos teus braços.*
(Marília)

08
No castelo dos teus braços
sou um rei...tu és rainha. 
Na cama, sem embaraços, 
*o amor anarquista vinha...*
(Canoas Netto /Bebedouro-SP)

09
O amor, anarquista, vinha
desarrumar nossa cama...
Assim mesmo a gente tinha
*de casal modelo, a fama.*
(Dáguima Verônica)

10
De casal modelo a fama
nós dois tínhamos, porque
ninguém sabia da chama
*devorando eu e você!*
(Juraci Siqueira/ Belém- PA)

11
Devorando eu e você,
o ciúme, em dentes medonhos,
sem motivo e sem porquê,
*devorou os nossos sonhos.*
(Arlindo Tadeu Hagen)

12
Devorou os nossos sonhos
e nossas almas também. 
Ficamos ambos tristonhos, 
*o ciúme não faz bem!*
(Gleyde Costa)

13
O ciúme não faz bem,
destrói uma relação,
nos deixa sempre refém
*da incerteza na união.*
(Márcia Jaber)

14
Na incerteza da união
isto entre quatro paredes
não havendo bom colchão
*penduramos boas redes!*
(Derci)

15
Penduramos boas redes, 
e o amor continua o mesmo.
Ambos, com as mesmas sedes, 
*ali divagando... a esmo.*
(Romilton Faria - JF)

16
Ali, divagando a esmo,
nossos corpos sobre a cama,
se saciados, assim mesmo
*no toque reacende a chama.*
    (Edy Soares)

17
No toque, reacende a chama,
voltamos a nos amar
seja na rede ou na cama...
*o bom mesmo é revezar!*
regin@  (Rio de Janeiro)

18
O bom mesmo é revezar,
põe rotina na gaveta,
e um Romeu ressuscitar
*pra eu reinventar Julieta.*
  (Ariete Regina)

19
Pra eu reinventar Julieta
preciso de Pierrot,
louco e dando pirueta,
*sem ligar pra quem errou.*
 (Antônio Cabral Filho - RJ)

21
Sem ligar pra quem errou,
nos tornamos dois devassos:
Meu perdão? Ela aceitou
*entre lençóis e embaraços...*
(Marília)

🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹
FECHAMENTO
🔑🔑

Sem ligar pra quem errou
B
A
entre lençóis e embaraços


A
Sem ligar pra quem errou, 
fui sem desatar os laços, 
mas não vi quem se amarrou,
 entre lençóis e embaraços.
 (Antônio Cabral Filho - RJ)

B
Sem ligar pra quem errou, 
sorrimos em nossos passos, 
sem saber quem mais chorou 
entre lençóis e embaraços.
(Canoas Netto)

C
Sem ligar pra quem errou
e me jogando em seus braços.
Meu amor lhe dar eu vou, 
entre lençóis e embaraços  !
Gleyde Costa

D
Sem ligar pra quem errou,
eu me enrosquei nos seus braços.
Foi bem assim que encerrou,
entre lençóis e embaraços.
M. Zilnete-Campos dos Goytacazes/RJ

E
Sem ligar pra quem errou,
o amor acolhe, em seus braços,
tudo o que de bom restou
entre lençóis e embaraços.
Juraci Siqueira/ Belém- PA

F
Sem ligar pra quem errou,
rolaram nossos amassos;
nosso amor se libertou
entre lençóis e embaraços.
(Dáguima)

G
Sem ligar pra quem errou,
nos tornamos dois devassos:
Meu perdão? Ela aceitou
entre lençóis e embaraços...
(Marília)

H
Sem ligar pra quem errou
eu fui firme em mil compassos.
Uma aurora já raiou
entre lençóis e embaraços.
(Derci)

I
Sem ligar pra quem errou
desatamos nossos laços,
nossa paixão despertou
entre lençóis e embaraços.
Luiz Poeta

J
Sem ligar pra quem errou,
manteve estreitos os laços.
Ninguém sabe o que rolou
entre lençóis e embaraços.
(Romilton Faria-JF)

K
Sem ligar pra quem errou,
sinto a alma em pedaços,
ele me apunhalou,
entre lençóis e embaraços. 
Olga Ferreira RS

L
Sem ligar pra quem errou
(foram tantos, os fracassos),
nossa vida se ajeitou
entre lençóis e embaraços.
(BessanT)

*

VOTAÇÃO
A
B
C
D - 3- Antônio, LPoeta, Dáguima, 
E - 5 - Edy, Marília, Romilton, Danusa, Luzimagda
F - 1 - Zilnete
G - 6 - Dercy, JC, Olga, Canoas, Gleyde, BessanT, 
H
I - 1 - Juraci
J
K
*

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Colar de Trovas : Tema Paz * Coordenação: Aurineide Alencar-MS/Maria Zilnete - RJ

Colar de Trovas
*
Aurineide Alencar - MS / Maria Zilnete - RJ
Coordenadoras.
*
 *COLAR DE TROVAS*
*21*

Tema: *PAZ*

01
Haveria paz na terra,
não seria a vida inquieta,
se a criança, em vez de guerra,
*brincasse de ser poeta!*
(LUIZ OTÁVIO)

02
Brincasse de ser poeta,
com as palavras singelas,
e tal como um forte atleta,
*levaria paz nas vielas.*
(Ruth Hellmann)

03
Levaria paz nas vielas
com muito mais harmonia,
na cidade ou nas favelas
*sem sequer notar o dia* . 
(Antônio Cabral Filho RJ)

04
Sem sequer notar o dia,
só pensando em ser feliz.
Tendo paz,minha  poesia,
*pode mostrar o que diz!*
(Gleyde Costa)

05
Pode mostrar o que diz,
pode viver o que faz,
quem quer ser muito feliz
*vive num mundo de paz.*
(Márcia Jaber)

06
Vive num mundo de paz,
em harmonia e feliz,
pois sabe que é capaz
*de ensinar, ser aprendiz.*
(M. Zilnete)

07
De ensinar, ser aprendiz,
a mãe sabe com ciência,
olha para o filho e diz:
*leve paz com paciência!*
(Aurineide Alencar)

08
Leve a paz com paciência
a quem dela mais precisa;
com doce benevolência,
*que dor não se fragiliza ?*
(Luiz Poeta.)

09
Que dor não se fragiliza
diante de um ato de paz?
Livrar do que escraviza,
*somente a fé é capaz!*
(Danusa Almeida)

10
Somente a fé é capaz
de arrancar pedras e espinhos
e nos devolver a paz
*na dureza dos  caminhos.*
(Juraci Siqueira/ Belém- PA)

11
Na dureza dos caminhos
ser bondosa é ser capaz
de mostrar que com carinhos
*alcançaremos a paz.*
(Ester Figueiredo)

12
Alcançaremos a paz
se houver menos ambição
e se homem for capaz
*de ver no outro um irmão!*
regin@ (Rio de Janeiro)

13
De ver no outro um irmão 
quando o homem for capaz,
há de haver a construção 
*de um mundo pleno de paz.*
(Arlindo Tadeu Hagen)

14
Um mundo pleno de paz,
sem guerras e mais amor,
somente será capaz
*ao lado do Redentor.*
(Canoas Netto)

15
Ao lado do Redentor
encontro a paz nesta Terra.
Se eu vivo somente Amor,
*jamais vou querer a  guerra.*
(Dáguima Verônica)

16
Jamais vou querer a guerra
porque ela só traz a dor
e sangue lançado à terra,
*Deus meu, dai-nos paz e amor!*
(Claudia Bergamini)

17
Deus meu, daí-nos paz e amor! 
Fazei com que o homem siga 
de vossa luz o esplendor,
*que a vida em festa prossiga!*
(João Costa - Saquarema-RJ)

18
Que a vida em festa prossiga,
indo ao encalço da paz.
Que o que se quer se persiga,
*dizendo : eu sou bem capaz!*
(Luzimagda 18)

19
Dizendo : eu sou bem capaz,
quero exterminar a dor,
farei como o hippie faz,
*viver só de paz e amor.*
  (Ariete  Regina)

20
Viver só de paz e amor.
Este é meu grande lema.
Não custa ser sonhador.
*Sonhar nunca foi problema.*
(Julimar Vieira - Aracaju-SE)

21
*Sonhar nunca foi problema,*
viver num mundo sem guerra.
Se a vida fosse um poema,
*haveria paz na terra.*
M. Zilnete

*

domingo, 10 de setembro de 2017

Colar de Trovas: Independência * Aurineide Alencar - MS

Colar de Trovas - Independência
Aurineide Alencar - MS
###
*Colar de trovas ao Dia da Independência do Brasil* 

💛💚💛💚💛💚💛💚

01
Independência, eu garanto,
é vento na humanidade,
propagando incêndio santo
*nas chamas da Liberdade.*
(Leila Miccolis)

02
Nas chamas da liberdade,
vi meu sonho incinerado,
crepitando com a verdade,
*meu povo desgovernado*.(Luzimagda)

03
Meu povo desgovernado
clama pela independência,
quem já a teve no passado
*pede a volta por clemência.*
(Aurineide Alencar)

04
Pede a volta por clemência
a triste população:
- De volta toda decência!
*Abaixo essa corrupção!*
(Danusa Almeida)

05
Abaixo essa corrupção!
Daí, pátria brasileira,
ostentará com razão
*e orgulho nossa bandeira!*
(Olga)

06
Orgulha nossa bandeira
trabalho e honestidade,
não permitir roubalheira,
*em qualquer atividade!*
(Talita Batista)

07
Em qualquer atividade, 
jamais se aceita arrogância .
Só teremos liberdade,
*ao se acabar a ignorância!*
Gleyde Costa Campos RJ

8
Ao se acabar a ignorância
daremos um passo à frente
pois sabemos a importância
*da cultura para a mente!*
regin@ (Rio de Janeiro)

9
Da cultura, para a mente,
a importância é sem igual,
o saber liberta a gente,
*da opressão e do mal.*
(Raymundo Salles)

10
Da opressão e do mal,
de roubos e de inverdade,
no país acidental, 
*ainda vence a amizade!*
(Claudia Bergamini)

11
Ainda vence a amizade 
de um honesto com o forte 
contra esta calamidade, 
*será independência ou morte.*
(Canoas Netto UBT Bebedouro SP)

12
Será independência ou morte,
brava gente brasileira!
Não dependerá de sorte
*porque sabe ser guerreira.*
M. Zilnete- Campos dos Goytacazes/RJ

13
Porque sabe ser guerreira,
desejo, com coerência,
que esta gente brasileira
*tenha nova independência.*
(Arlindo Tadeu Hagen)

14
Tenha nova independência
nossa nação brasileira,
governada com decência,
*sem propina e roubalheira.*
(Julimar Vieira - Aracaju-SE)

15
Sem propina e roubalheira,
que já estarão banidas,
a pátria será  inteira
*as desonras esquecidas.*
 (Janilce)

16
As desonras esquecidas 
mostram um mesmo perfil
de uma gente dividida
*Denominada Brasil.*
(Luiz Poeta.)

17
Denominada Brasil,
nossa Pátria, hoje se zanga.
Onde está o amor servil
*proclamado no Ipiranga?*
(BessanT)

18
*Proclamado no Ipiranga,*
seja dito em cada canto:
- jamais nos porão a canga! 
*Independência eu garanto.*
(Messias da Rocha )JF-MG

*

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Trovas Vencedoras Concurso do Espírito Santo * Antonio Cabral Filho - RJ




Relação das Trovas vencedoras: Concurso do Estado do Espírito Santo.

1º Lugar:
Ontem abraçaste-me tanto,
Beijaste-me ardentemente
Que causou-me até um espanto
Mas foi um sonho somente.
                Albércio Nunes Vieira Machado, Cidade Continental, Serra, ES.

2º Lugar:
A centelha deste amor,
Que acendeu meu coração,
Hoje queima, com ardor,
Em minha imensa paixão.
                Nealdo Zaidan, Anchieta, ES.

3º Lugar:
Quero ouvir os teus anseios,
Ditos com todo o fervor.
Perceber em teus meneios,
Todas as juras de amor.
                Roberto Vasco, Jardim da Penha, Vitória, ES.

4º Lugar:
O Corpus Christi em Castelo
É de belíssima atração.
O seu tapete é tão belo!
Traz muita admiração.
                Geraldo Fernandes, Vitória, ES.

5º Lugar:
Não se deve ter racismo.
Amando sempre o irmão
Aprendi no catecismo
Ser puro de coração.
                Dinair Surdine, Serra, ES.

6º Lugar:
Seu destino está traçado,
Não tem como desviar.
Do pó você foi formado
E a terra vai retornar.
                Marcos Bubach, Cariacica, ES.

7º Lugar:
O amor é um sentimento,
Todos nós devemos ter.
Vivê-lo a cada momento
E sem nunca esmorecer.
                Magnólia Pedrina Silvestre, Serra, ES.

8º Lugar:
Neste mundo de fadigas
Muito alegre é meu viver
Pois ou cercada de amigas
Que me impedem de sofrer.
                Zenaide Thomes Borges, Serra, ES
9º Lugar:
Margarida é uma flor
Que nasce na primavera
E neste jardim do amor
Torna-se doce quimera.
                Robson Martins, Vila Velha, ES.

10º Lugar:
Castelo, bela cidade.
De um povo culto e gentil
Terra da fraternidade
Orgulho do meu Brasil.
                Clério José Borges, Carapina, Serra, ES.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Trovas Vencedoras Concurso Nacional do CTC * Antonio Cabral Filho - RJ



TROVADORA DE CAMPOS DOS GOYTACAZES VENCE
CONCURSO NACIONAL DE TROVAS DO CTC
Foram recebidas 506 Trovas de vários Estados Brasileiros

A Comissão Julgadora do Concurso Nacional de Trovas do Clube dos Trovadores Capixabas composta dos professores Roberto Costa, Luiz C. Braga e José de Anchieta acaba de divulgar o Resultado Final do Concurso de 2017, informando que foram recebidas, no período de 15 de novembro de 2016 a 1º de maio de 2017, um total de 506 trovas de diversos Estados Brasileiros, sendo vencedora a Trova da Escritora Neiva de Souza Fernandes, ex presidente da UBT, União Brasileira de Trovadores de Campos dos Goytacazes, no Estado do Rio de Janeiro. Em 2º lugar foi classificada a Trova de Dulcídio de Barros Moreira Sobrinho, de Juiz de Fora, MG. Em 3º lugar a Trova de Paulo Cesar de Oliveira Tórtora, de Marechal Hermes, Rio de Janeiro. Em 4º lugar, a Trova de Abílio Kac, residente na Gávea, no Rio de Janeiro. Em 5º Lugar foi classificada a Trova de Cristina Cacossi, de B ragança Paulista, SP. Os demais classificados foram: 6º Lugar: José Carlos Baeta, residente em Belo Horizonte, MG; 7º Lugar: Carlos Augusto Alencar, de Campos do Goytacazes, RJ; 8º Lugar, a Trova de Maria Lúcia de Godoy, de Belo Horizonte, MG; Em 9º Lugar foi classificada a Trova de Cleber Roberto de Oliveira, de Vilar dos Teles, em São João de Meriti, RJ. 10º Lugar a Trova de Agostinho Rodrigues, de Campos dos Goytacazes, RJ.
No Concurso de Trovas para trovadores residentes no Estado do Espírito Santo foram recebidas 186 trovas e,  os vencedores foram: 1º Lugar: Albércio Nunes, de Cidade Continental, Serra, ES; 2º Lugar Nealdo Zaidan, de Anchieta, ES; 3º Lugar Roberto Vasco, de Jardim da Penha, Vitória, ES; 4º Lugar: Geraldo Fernandes, de Vitória, ES; 5º Lugar: Dinair Surdine, de Serra, ES; 6º Lugar: Marcos Bubach, de Cariacica, ES; 7º Lugar: Magnólia Pedrina Sylvestre, de Eurico Salles, Serra, ES; 8º Lugar Zenaide Emília Thomes Borges, carapina, Serra, ES; 9º Lugar: Robson Martins, de Vila Velha, ES e 10º Lugar: Clério José Borges, de Eurico Salles, Carapina, Serra, ES. Os três primeiros colocados receberão troféus e os demais, do 4º ao 10º lugares receberão Medalhas. Os prêmios serão entreg ues durante o XIII Congresso Brasileiro de Poetas Trovadores na Cidade de Castelo, no sul do Estado do Espírito Santo, de 06 a 09 de Julho.
O  Hotel Plaza, localizado na Avenida Nossa Senhora da Penha, 190, no Centro da Cidade, a 100 metros dos locais onde acontecerá o evento, está disponibilizando uma diária especial no valor especial de R$ 50,00 por pessoa. As acomodações são em apartamentos, duplo ou triplo com ventilador, banheiro privativo e café da manhã.  As reservas poderão ser feitas pelo Telefone do Hotel, 28 – 35 42 16 74 e na hora deverá ser informado que a reserva é para o Congresso de Poetas Trovadores com direito a preço especial conforme combinado pelos organizadores do evento na cidade, Eurico e Leila. O hotel disponibilizará 70 quartos com banheiro privativo. Outros hotéis na cidade são Hotel Regina, na Rua  Lídio Machado, 230, no Centro, Telefone 28 – 35 42 15 94 e Hotel Estrela do Sul, na Avenida Nossa Senhora da Penha, 1011, Centro, Telefone: 28 – 3542 37 09.


Relação das Trovas vencedoras: Concurso Nacional.

1º Lugar:
Haverá sempre esperança
Onde houver cheiro de flores,
Inocência de criança
E sonho de trovadores.
                Neiva Fernandes,Campos do Goytacazes,RJ

2º Lugar:
Angústia do velho pai
No sertão, sem mais ninguém,
É ver o filho que vai
Sem saber quando ele vem.
                Dulcídio de Barros Moreira Sobrinho, Juiz de Fora, MG.

3º Lugar:
A ofensa de minha amada
Devolvo com meu carinho
A uva, quando pisada,
Retribui dando bom vinho.
                Paulo Cesar de Oliveira Tórtora, Marechal Hermes, Rio de Janeiro, RJ.

4º Lugar:
Andando triste, ao relento
Tendo uma vida vazia,
Bendito o soprar do vento
Só ele me acaricia.
                Abílio Kac, Gávea, Rio de Janeiro.

5º Lugar:
Numa anciã sorridente
É verdade, pode crer,
Está uma moça valente
Que ilumina seu viver.
                Cristina Cacossi, Bragança Paulista, SP.

6º Lugar:
Onde nasceu a poesia?
Ora, num campo de flores;
Muito perfume e alegria,
fonte de rima e cores.
                José Carlos Baeta, Belo Horizonte, MG

7º Lugar:
A trova é uma centelha
Nascida de uma emoção
E seu lindo brilho espelha
O que sente o coração.
                Carlos Augusto Alencar, Campos dos Goytacazes, RJ.

8º Lugar:
A cidade de Castelo
Por ser “Cidade Sorriso”
Manifesta o que é belo
Num singular paraíso.
                Maria Lúcia de Godoy Pereira, Belo Horizonte, MG.

9º Lugar:
Louvo os ânimos seremos,
Quando a trégua enfim se faz!...
- Bendita pausa em que, ao menos,
Brilha um vislumbre de Paz!
                Cleber Roberto de Oliveira, Vilar dos Teles, São João de Meriti, RJ.

10º Lugar:
Relicário sempre em flor,
Embaixo de um céu de anil;
Vitória, terra do amor,
Tesouro do meu Brasil!
                Agostinho Rodrigues, Campos dos Goytacazes, RJ.

sábado, 25 de março de 2017

Cala Essa Boca, Menino * Izabel Nascimento - Se

Cala Essa Boca, Menino

Menino, cala essa boca!
Aquieta logo, menino!
Tua palavra tem força
Pra transformar teu destino.

🤐😶🤐😶🤐😶🤐

Diga, pra quê consciência
No meio d'um nevoeiro?
A liberdade é tão cara
Nós temos pouco dinheiro.

🤐😶🤐😶🤐😶🤐


Pare e ouça meu conselho:
Fecha essa tua matraca!
Tua palavra tem peso
Diante de gente fraca.

🤐😶🤐😶🤐😶🤐

Tu não tens medo da luta
Pode afirmar que viveu
Mas vai findar acusado
Do que nunca cometeu.

🤐😶🤐😶🤐😶🤐

Menino, cê tome um prumo
Ante essas desilusões
Teu pensamento até pode
Mobilizar multidões.

🤐😶🤐😶🤐😶🤐

Menino, quando tu falas
Chega a me dar aperreio
A tua voz é o clarão
Mas eles são tiroteio.

🤐😶🤐😶🤐😶🤐

Não fale em Filosofia
Não cite a sociedade
Há grande risco que notem
Que tu dizes a verdade.

🤐😶🤐😶🤐😶🤐

Muitos diante de ti
Vão reprovar o motivo
Pois a verdade machuca
Quem não quer um curativo.

🤐😶🤐😶🤐😶🤐

Menino quanta insolência!
Teu olhar firme e seguro
Esse teu brilho que ofusca
Quem quer viver no escuro.

🤐😶🤐😶🤐😶🤐

Nunca vi tanta coragem
Chega a beirar desatino
Triste do mundo sem ti
Cala essa boca, menino!

🤐😶🤐😶🤐😶🤐

sexta-feira, 24 de março de 2017

Colar de Trovas Em Homenagem Ao Messias * Aurineide Alencar - Ms

COLAR DE TROVAS EM HOMENAGEM AO MESSIAS

Trovador Messias da Rocha
01
*Messias da Rocha, amigo,*
Parabéns, sem muito alarde!
Deus lhe abençoe, e eu lhe digo:
o presente vai mais tarde!
( Dáguima Verônica )

02
*O presente vai mais tarde,*
mas amigo compreende.
Sem fazer nenhum alarde,
logo a gente o surpreende!
(Danusa Almeida)

03
*Logo a gente o surpreeende,*
por enquanto é só colar.
Nosso amigo compreende,
muito feliz vai ficar.
(M.Zilnete)

04
*Muito feliz vai ficar*
e nós, também, por que não?
Ele, ainda, vai ganhar
todo nosso coração.
(Maria do Carmo)

05
*Todo nosso coração,*
hoje, Messias, é teu.
Que Deus te abençoe, irmão,
como Ele assim prometeu.
(Dirce Guayato)

06
*Como Ele assim prometeu:*
- "Pedi e dar-se-vos-á".
Tenha fé, amigo meu,
e nada lhe faltará.
(Raymundo Salles)

07
*E nada lhe faltará*
porque ele é especial!
Messias, grande xará,
pois levanta nosso astral!
(Talita Batista)

08
*Pois levanta nosso astral*
o Mestre irmão trovador...
é um Messias contra o mal
com tuas trovas de amor.
(Canoas Netto - UBT  de Bebedouro/SP)

09
*Com tuas trovas de amor*
aprendo logo a trovar;
sendo tu o professor
sem dúvida, irei brilhar!
(Aurineide Alencar)

10
*Sem dúvida, irei brilhar,*
seguindo esse professor;
quero parabenizar
Messias, o trovador!
(Marta Codeço)

11
*Messias, o Trovador,*
hoje estreia nova idade.
Que ele tenha paz, amor,
saúde e felicidade.
(Arlindo Tadeu Hagen)

12
*Saúde e felicidade*
nós sempre lhe desejamos;
Messias, sua bondade, 
já todos nós admiramos.
(Ruth Hellmann)

13
*Já todos nós admiramos*
e o temos por referência.
Sua verve bendigamos
com a justa reverência.
(Francisco Petronio Ferreira de Oliveira)

14
*Com a justa reverência*
ao querido trovador
que mostra da vida a essência,
em suas trovas de amor!
(Gleyde Costa)

15
*Em suas trovas de amor,*
nós todos nos deleitamos.
Afogamos certa dor
que de todos ocultamos.
(Luzimagda)

16
*Que de todos ocultamos*
nossa verdadeira idade,
é fato, por você vamos
augurar felicidade!
(BessanT)

17
*Augurar felicidade,*
muitas bênçãos, muito axé,
mais um brinde de verdade,
na cabeça, um cafuné.
Ariete Regina

18
*Na cabeça, um cafuné*
é tão gostoso, eu digo
mas o melhor sempre é
*Messias da Rocha, amigo.*

(Danusa Almeida)

***